As 10 perguntas e respostas mais comuns em inglês

Ao aprender um idioma estrangeiro para poder se comunicar, é natural darmos prioridade às principais perguntas, aquelas que precisamos para “se virar” em um país estrangeiro. Apresentar-se, pedir informações e solicitar um prato em um restaurante. Abaixo, seguem as 10 perguntas mais comuns em inglês:

#1 

– what’s your name?

– Qual o seu nome?

Resposta: My name is… – Meu nome é…
Tão usada quanto em português, é comum em uma primeira conversa, seja ela formal ou informal.

#2

Where are you from?

– De onde você é?

Resposta: I’m from… – Sou de ….
Também muito comum em apresentações pela curiosidade que as pessoas costumam ter ao falar com um estrangeiro.

#3

– How old are you?

– Quantos anos você tem?

Resposta: I’m… years old. – Ou simplesmente: I’m … . – Tenho … anos.

#4

– What do you do?

– O que você faz?

Resposta: I work as a – Eu trabalho como… ou I study… Eu estudo…
A resposta neste caso pode variar de acordo com o contexto.

#5

– How are you?

– Como vai você?

Resposta: I’m fine, thanks! – Ou simplesmente: Fine, thanks. – Estou bem, obrigado.
Também pode ser substituída por outros adjetivos, como ok, por exemplo.

#6

– May I help you?

– Posso ajudá-lo?

Muito comum em supermercados, restaurantes e quaisquer outros estabelecimentos. A resposta varia de acordo com a situação.

#7

– May I speak english?

– Posso falar inglês?

Essa normalmente somos nós que fazemos quando vamos a um país no qual inglês não é a língua oficial. A resposta pode ser yes ou no (sim ou não).

#8

– Are you married?

– Você é casado(a)?

Resposta: Yes, I am (Sim). No, but I’m in a relationship (Não, mas estou namorando). I’m engaged. (Sou noivo(a)). I’m divorced. (Sou divorciado(a)).

#9

– What time is it?

– Que horas são?

Resposta: It’s … – São …. Let me check my phone. (Deixe-me ver em meu telefone). Sorry, I don’t know. (Desculpe, não sei).

#10

– How’s it going?

– Como estão as coisas?

Resposta: It couldn’t be better (Não poderia estar melhor). Not bad (Mais ou menos). I can’t complain (Não posso reclamar). Do you really wanna know? (Você realmente quer saber?).

Orientações para você melhorar sua apresentação em inglês

Imagine o seguinte cenário: você passou anos estudando inglês, sempre praticou o idioma, mas na hora de falar acaba “travando” e não consegue passar o quanto você domina a língua. Agora vamos supor que você foi convidado para fazer uma apresentação em inglês em um congresso internacional. Como se preparar neste cenário? Que técnicas usar? O que precisa saber antes de aceitar este desafio?

Calma, nós podemos te ajudar. Falaremos a seguir sobre algumas dicas para você fazer uma boa apresentação em inglês.

A primeira questão a se atentar é entender o tema para o qual você foi chamado para palestrar.

Faça uma pesquisa aprofundada, uma dica é pesquisar materiais em inglês para que você já consiga ir se acostumando com alguns termos, pense no tema como um todo, mas foque em algo específico, formule questões que a plateia poderá fazer eventualmente e as responda de forma clara, treine o tom de sua apresentação, afinal, cada tipo de público pede algo específico, não é indicado fazer uma palestra em tom totalmente informal para eventos onde o público é mais calado.

Preparação

Conheça a fundo o assunto o qual você falará, procure materiais que possam ser úteis, estude sua plateia e os hábitos do país que ela veio, pois cada nação tem uma forma de palestrar, por exemplo, no Brasil somos bem calorosos, gostamos de contato visual e físico, já em outros países o excesso de contato pode não ser bem visto.

Vocabulário

Conheça o vocabulário do tema que será exposto. Evite usar jargões e frases feitas, mas procure aprender os termos que os profissionais da área utilizam com frequência, isso o aproximará da sua plateia, pois dará a impressão que você entende do assunto.

Não exceda o tempo

O tempo é algo muito importante em congressos, pois ele foi calculado a fim de encaixar toda uma programação feita especialmente para a ocasião. Se você exceder muito o indicado para a sua apresentação, poderá prejudicar os outros palestrantes que se apresentarão logo depois. O tempo existe para ser seguido.

Conheça o local

Se possível vá até o local com um dia de antecedência para se preparar quanto ao espaço e equipamentos. Teste microfone, notebook, arquivos multimídias, se todos os links contidos na apresentação estão abrindo de forma correta, entre outros.

Ensaie

A chave para uma apresentação em inglês de sucesso é ensaio. A ideia é treinar os gestos que você faz quando fala sobre algo, se o seu tom de voz está de acordo, se você consegue andar pelo palco de forma natural, enfim, treine diante de um espelho para que você possa se policiar. Outra dica é gravar o ensaio para assistir depois e ver os pontos que podem ser melhorados.

O que fazer para melhorar o inglês?

inglêsO aprendizado do inglês já não é um mais um diferencial no currículo e na vida das pessoas. Saber inglês é essencial para conseguir muitos dos empregos que estão disponíveis no mercado hoje e também para aumentar nosso nível cultural, viajando para outros países.

Porém, por outro lado, aprender inglês pode ser uma tarefa árdua e bastante intensa para quem realmente quer sair falando o idioma como se estivesse morando em outro país. As escolas de idiomas, que já são inúmeras no país, seguem um roteiro de ensino e de livros e aceitam vários alunos em uma sala de aula. Esse método funciona? Para alguns, sim. Mas, há um método que funciona para praticamente todos os alunos de inglês: a aula particular.

Além de você ter o professor exclusivamente para você, o professor irá planejar as suas aulas baseadas nos seus objetivos, sua evolução e suas dificuldades. Você conseguirá melhorar o seu inglês tanto na área de conversação, como fala e escrita. As aulas particulares possuem uma evolução de aprendizado bem mais ampla do que nas escolas de idiomas, pois o professor segue o seu ritmo e não o método e o livro que a escola exige.

As aulas particulares de inglês não seguem um ritmo e uma metodologia única. Elas podem ser dinâmicas e abordarem vários assuntos de maneiras diferentes. Normalmente é praticada muita conversação e a escrita é através de exercícios feitos em casa. Outra vantagem da aula particular é que você pode fazer quantas vezes na semana for necessário e em horários acordados com o professor, sendo assim uma rotina mais flexível.

Porém, vale ressaltar que apenas a aula particular não é o suficiente para aprender inglês. É necessário um estudo diário da língua, bem como não ignorar os filmes legendados (áudio e legendas em inglês) e músicas.

ingles 1O seu professor particular pode lhe auxiliar nessas atividades diárias, lhe enviando exercícios e materiais úteis para você estudar quando não estiver em período de aula. Outra dica muito importante é: viva o idioma.

Isto é, se houver a oportunidade de conversar com nativos em inglês, fale, não tenha medo. E se a oportunidade for de visitar um país onde a língua oficial é o inglês, vá sem pensar duas vezes, você aprenderá bastante e ficará ainda mais animado para as aulas particulares.

CURSO REGULARES EM GRUPO

cursos

☛ Para mais informações sobre turnos e demais detalhes: (31) 3337-2107/ (31) 99481-9000 ou contato@ateneoidiomas.com.br.

Venha nos visitar e tomar um cafezinho!☕

Estamos na Av. Álvares Cabral nº1030 sala 505, Lourdes.

2 comentários sobre “As 10 perguntas e respostas mais comuns em inglês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *