Arquivos da categoria: Espanhol

Filmes Argentinos na Netflix: as melhores recomendações

Neste post você conhecerá 3 filmes argentinos imperdíveis para assistir na Netflix. Comece agora a treinar seu espanhol:

Un novio para mi mujer

Sobre o filme

Diego El Tenso Polski (Adrián Suar) não sabe como enfrentar sua esposa, Andrea la Tana Ferro (Valeria Bertucelli), para lhe dizer que quer se separar, já que a relação é insustentável devido a seu caráter terrível. Ela vive constantemente de mau humor: se ela não protestar ao longo do tempo, é para o governo; se não é para os vizinhos, é para os jovens, para os velhos … ou o que for.

Carlos, amigo de Tenso, sugere reverter o problema … e fazer Tana abandoná-lo. Como? El Tenso pergunta, e Carlos lhe apresenta uma proposta: dirigir-se ao Cuervo Flores (Gabriel Goity), um irresistível velho sedutor que seduzirá sua esposa até que ele se apaixone para que El Tenso finalmente encontre a solução para seus problemas.

La historia oficial

Sobre o filme

Alícia é uma professora de História pertencente à classe média argentina. Ela convive com pessoas tanto de esquerda quanto de direita, mas desconhece as tragédias pessoais geradas em seu país pela ditadura militar (1976-1983). Ela é uma mãe atenciosa para a filha Gaby, uma criança adotada e trazida para casa por seu marido Roberto.

Após o retorno do exílio da amiga Ana, uma ex-presa política, Alícia começa a descobrir os horrores praticados contra os opositores do regime. Ela começa então a crer na possibilidade de que seu marido teria mantido relações escusas com a máquina repressora do regime e adotado Gaby depois que seus pais, possíveis presos políticos, foram assassinados. A investigação de Alícia para descobrir a origem de sua filha a leva a hospitais insalubres, à igreja frequentada pela família (onde se depara com o silêncio do padre, numa cena que causou problemas com a Igreja Católica por retratar a omissão desta para com o regime) e, finalmente, a uma manifestação das Mães da Praça de Maio, onde encontra aquela que seria a avó biológica de sua filha.

Pequena série: La historia de un clan

Sobre o filme

Historia de un clan foi uma minissérie de televisão argentina, transmitida pela rede televisiva Telefe para a Argentina e pela TNT no restante da América Latina.[1]

Baseada na história verídica de Arquímedes Puccio e os crimes cometidos por e ele e sua família, a produção é protagonizada por Alejandro Awada e Chino Darín. Foi ao ar pela primeira vez em 09 de setembro de 2015 e em 10 de setembro de 2015 para os outros países.

Mochilão pela América do Sul: dicas infalíveis

Ter o prazer de fazer um mochilão na América Latina é, certamente, uma das experiências mais felizes e enriquecedoras do mundo.

Mas, o que é “fazer um mochilão”?

É uma prática que se iniciou lá pelos idos dos anos de 1960.

A vontade de sair por aí, “sem lenço e sem documento” ou “sem destino”.

É se lançar numa aventura, é ter um ideal de liberdade.

Quando se pensa em fazer um mochilão, não existe um trajeto nem destino certos. O que importa é conhecer muitos lugares, sem luxo e conforto, apenas com uma mochila nas costas para não perder tempo em hotéis nem com acúmulo de bagagem. O que importa de verdade é a viagem.

Com esse estilo, você, mochileiro, pode ficar em dúvida, a pensar em quantos lugares lindos tem a América Latina  e que estão aí nesse mundo para conhecer, entre eles a Cordilheira dos Andes, ao longo da costa ocidental do América do Sul, a Ilha de Páscoa ou Deserto do Atacama, no Chile, a região da Patagônia, Cusco ou Machu Picchu, no Peru ou a exuberante Cartagena das Índias, na Colômbia e muito mais lugares lindos que não cabem neste post.

cordilheira-dos-andes-argentina-chile-maior

Mas, vamos lá. Apesar da liberdade que se tem ao fazer esse tipo de viagem, criar um pequeno roteiro é fundamental.

Documentos

Para nós, brasileiros, é necessário passaporte e comprovante internacional de vacinação contra a febre amarela.

Permanência

Varia por país. Por exemplo, na Bolívia é seis meses, no Chile, só libera 90 dias.

Moeda local

Conheça qual é a moeda de cada e sempre use a moeda local.

Dinheiro

Evite perdas e roubos. Guarde-o sempre em local adequado e seguro, evitando assim eventuais roubos. Deixe a mão apenas a quantia suficiente para o gasto do dia.

Para onde irei e de onde voltarei?

Geralmente, os mochileiros chegam pelo Chile e saem pelo Peru, ou vice-versa. Mas antes, pesquise os preços e horários e veja o que vale a pena.

Destino

Escolha previamente os lugares que quer conhecer, faça rotas, locais para alojamento e descanso. Seja prevenido, faça um pequeno roteiro, faça reservas com antecedência, calcule bem os dias em cada lugar ou país. Acredite: mesmo assim, você terá imprevistos.

Comunicação

Não acredite no portunhol. Visitar um país é também respeitar seus costumes, sua cultura, sua língua. Por isso, aprenda o Espanhol. Assim você aproveitará muito mais sua viagem.

Em que época eu vou?

Vai depender do que você quer de cada país. Por exemplo, se é esquiar no Chile, a estação de inverno se estende mais ou menos de 21 de junho a 23 de setembro. Para Cusco o ideal é abril, maio, junho, setembro e outubro. Aproveitar a lindas praias de Cartagena é no verão, de dezembro a abril. Então pesquise para saber se você quer aproveitar o sol ou a neve.

Economia

Uma viagem assim é sinônimo de economia, mas, não economize na mochila; ela tem de ser bem forte e resistente.

Caminhada

O mochileiro caminha muito, por isso, tenha sempre com você uma garrafa de água.

 

Depois de todas essas dicas, resta apenas você se preparar e buen viaje!

Se você gostou das nossas dicas, deixe aqui seus comentários.

5 séries no Netflix para praticar seu espanhol

O domínio sobre uma língua estrangeira depende de uma pessoa para outra e algumas dificuldades provêm da timidez que impende o aprendizado.

Para que você supere essa dificuldade a dica é fazer uma imersão na cultura espanhola.

E nada melhor do acompanhar séries espanholas que a Netflix sempre dispõe.

Ao assistir às séries, você tem a oportunidade de estar em contato com a língua espanhola e, assim, voltar às cenas que mais lhe agradam para ouvir melhor os diálogos, as palavras e expressões.

Esse exercício ajuda não só a pronúncia, mas, dependendo da cena, você passa a descobrir aspectos culturais por trás dessas cenas.

Escolha uma dessas série (ou todas) e comece a inserir seu aprendizado no contexto da narrativa.

Aproveite as palavras e as expressões novas e use-as na escola ou em um bate-papo. Legal também será você praticar a trilha sonora.

La Casa De Papel

  • 2017
  • 13 episódios
  • Criada por Álex Pina

La Casa de Papel é trama muito bem elaborada e produção de primeiríssima qualidade. Só com os primeiros episódios, tornou-se um fenômeno. A história trata de bandidos, liderados por um professor, com diferentes habilidades, que se juntam para dar um golpe na Casa da Moeda da Espanha.

El Ministerio del Tiempo

  • 2017
  • 3 temporadas
  • Criada pelos irmãos Pablo e Javier Olivares, ambos os dois foram os criadores de Isabel, a Rainha de Castela

O mais interessante dessa minissérie é que ela apresenta a vida de pessoas que marcaram a História da Espanha, como Velásquez, Lope de Veja, García Lorca, entre outros personagens da trama: o soldado do século XVI Alonso de Entrerríos, a estudante do século XIX Amelia Folch e o paramédico Julián Martínez do século XXI.

El Ministerio del Tiempo é o segredo mais precioso do Estado Espanhol. Aqui o tempo é um fenômeno cujo ministério protege suas portas de possíveis oportunistas que tentam alterar o passado histórico em seu próprio benefício. A série mostra também lugares históricos a Espanha como: Madri, Toledo, Barcelona, Sevilla e Salamanca.

Merlí

  • 2017
  • 3 temporadas
  • Criada por Héctor Lozano

Essa série catalã retrata um professor de filosofia que encoraja seus alunos a pensar livremente e usar métodos pouco convencionais para aprender. O drama teve três temporadas e 40 episódios antes do cancelamento.

En tiempos de guerra

  • 2016
  • 1 temporada 13 episódios

A trama conta a história real de um grupo de enfermeiras e moças da alta sociedade espanhola que, por ordem da Rainha Vitória Eugênia, são enviadas ao Marrocos na Guerra do Rife, um conflito ocorrido entre 1920 e 1926 entre a Espanha e forças marroquinas das tribos rifenhas e Jebala

Las Chicas del Cable

  • 2017
  • 2 temporadas
  • Criação: Ramón Campos, Gema R. Neira

A minissérie é um  drama de época, Madri 1920, que apresenta a vida de quatro telefonistas com problemas que variam de timidez romântica a falsas identidades.

Você também pode baixar essas e outras séries  em aparelhos móveis iOS ou Android ou para computadores ou tablets.

DELE C2: Curso de espanhol para professores

O que é O DELE (Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira)?

Assim como a língua inglesa, o Espanhol também possui testes de proficiência de reconhecimento internacional para estrangeiros que falam a língua.

O DELE (Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira) é um certificado reconhecido pelo Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha e através de sua metologia de avaliação, garante a proficiência de estudantes e profissionais que desejam ingressar suas carreiras em países de língua espanhola.

DELE

Há seis tipos de exames DELE que se adequam ao nível de espanhol de cada pessoa. Confira o que é exigido em cada exame:

  • A1: Nível comparável ao exigido no término do ensino fundamental, no Brasil. A pessoa consegue lidar com situações cotidianas, compreende e utiliza expressões simples e de fácil entendimento.
  • A2: Um nível um pouco superior comparado ao A1, mas ainda se atém a contextos básicos, porém, com uma gama de vocabulário um pouco mais extensa.
  • B1: [CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS] Nível equivalente ao exigido no Ensino Médio, em que a pessoa tem mais autonomia para lidar com o idioma, apesar de vez ou outra precisarem da intervenção de um nativo.
  • B2: Nível intermediário-avançado. Aqui a pessoa já consegue manter diálogos um pouco mais complexos e lida confortavelmente com assuntos cotidianos.
  • C1: Neste nível já é possível desenvolver assuntos mais complexos que exigem domínio da língua. Este é o nível mínimo exigido pelas universidades para a entrada de alunos não-hispânicos.
  • C2: No último nível a pessoa já tem total confiança na língua e consegue lidar com qualquer situação que exija o espanhol. Além disso, o conhecimento cultural também é um ponto requerido.

Para se inscrever basta entrar em contato com alguma unidade do Instituto Cervantes no Brasil. Os preços variam de acordo com o nível do exame a ser prestado e a certificação tem data de validade indefinida.

Curso DELE C2 para professor

Não basta muitas vezes aos professores ter conhecimento amplo de um idioma, é preciso mostrar esse conhecimento no papel.

Há no mercado certificações disponíveis que são exigidas por universidades estrangeiras ou por instituições governamentais.

Por isso, se o seu ideal é fazer um curso de espanhol para professores e já possui um excelente domínio da língua, está na hora de realizar o exame de proficiência DELE C2.

O Diploma de Español como Lengua Extranjera – DELE é um diploma de proficiência de espanhol mais conhecido do mundo. O DELE é composto por seis níveis diferentes.

Ao se certificar com o exame DELE C2, você terá um diploma com título oficial que atestará seu grau de competência e domínio do idioma espanhol.

O Instituto Cervantes em nome do Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha confere o diploma, com reconhecimento internacional, a todos profissionais, estudantes e professores.

Consequentemente, você encontrará oportunidades nos campos, profissional, pessoal e acadêmico.

São os seguintes diplomas DELE:

  • Diploma A1
  • Diploma A1 Escolar
  • Diploma A2
  • Diploma A2/B1 Escolar
  • Diploma B1 (Inicial)
  • Diploma B2 (Intermediário)
  • Diploma C1
  • Diploma C2 (Superior)

Como certificar seu nível de espanhol?

Para ser um bom professor de espanhol, não basta apenas saber a língua. O profissional deve buscar formação válida para obter uma carreira docente. Dessa forma, ficará muito mais fácil entrar em uma sala de aula, pois ter confiança e manejo, tanto em didática e metodologia de ensino como em práticas docentes para aperfeiçoar as habilidades do professor na sala de aula.

O candidato pode fazer o DELE, aqui, no Brasil, entre os meses de abril, maio, outubro e novembro.

A prova do DELE C2 compõe-se de uma parte escrita, outra de audição e prova oral. Todas são classificatórias.

Mas não precisa estudar sozinho. A Ateneo Idiomas oferece o curso de espanhol DELE, preparando os candidatos de forma a criar habilidades especificas que a prova exige.

Com experiência no mercado, a Ateneo idiomas irá ajudá-lo a conhecer aspectos históricos, conceituais, técnicos, com exemplos práticos ou acadêmicos sobre os possíveis temas da prova.

Como funciona o curso?

Os diplomas DELE são títulos oficiais que qualificam e certificam o grau de domínio e competência sobre o idioma espanhol.

O sistema de certificação DELE disponibiliza e oferece seis diplomas, adequados à competência linguística já estabelecidos no Quadro Comum Europeu de Referências para as línguas.

A certificação DELE 2 é o sexto e último nível. Nesse ponto, o candidato é avaliado em sua competência linguística em qualquer situação e contexto, com um grau de precisão elevado.

O DELE C2 é um curso que tem um custo, por isso, a importância de preparar também financeiramente. O candidato pode fazer o DELE, aqui, no Brasil, entre os meses de abril, maio, julho, outubro e novembro.

Como funciona a prova?

O DELE é administrado pelo Instituto Cervantes – órgão do governo espanhol criado em 1991 para a difusão internacional do idioma e da cultura espanhola e hispano-americana.

Sendo assim, a realização dos exames será feita nessas instituições ou naquelas com as quais o Instituto tem convênio. No Brasil, há sedes nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

As provas são elaboradas pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

A prova do DELE C2 compõe-se de uma parte escrita, outra de audição e prova oral. Todas são classificatórias.

Ao se inscrever para a prova DELE C2, é necessário ao candidato manter interlocução bem-sucedida em todas as etapas da entrevista, que é um momento especial de criar situações interlocutoras em espanhol.

Dentro do mesmo processo, o candidato também é levado a praticar algumas tarefas em espanhol, a fim de verificar a segurança do candidato.

Dicas de livros para estudo:

  • Preparación al DELE A1;
  • Preparación al DELE A2;
  • Preparación al DELE B1;
  • Preparación al DELE B2;
  • Preparación al DELE C1; e
  • Preparación al DELE C2 (todos da Editora Edelsa).

Informações sobre o curso

  • (31) 3337-2107
  • (31) 99481-9000
  • contato@ateneoidiomas.com.br.

Conheça a origem da língua espanhola

O espanhol é a língua oficial de 21 países, falada por mais de 400 milhões de pessoas, e é a terceira mais falada no mundo. É uma das seis línguas oficiais das Nações Unidas. Por ser tão conhecida, está sendo pedida cada vez mais em entrevistas de empregos e vestibulares.

Vamos aprender agora a origem da língua espanhola?

espanhol

As origens

Os povos pré-romanos eram constituídos por iberos, celtas, tartésios, bascos, fenícios, gregos e cartagineses. Os romanos descobriram que a área de Península abrigava diversos povos, então foi montada uma estratégia de invasão, visto que Roma queria descobrir novos territórios e aumentar o número de escravos.

Ao chegar ao local é travada uma batalha contra o império Cartaginês que queriam defender o seu território, essas micro guerras são chamadas de Guerras Púnicas e quem venceu foi o império romano. Roma, após invadir o local, dominou os povos que ali viviam e os fez de escravos, sendo assim, Roma trouxe sua cultura e também o seu idioma, Latim, que unido à língua dos povos pré-romanos, deu origem ao espanhol.

Após 600 anos, Roma sofre com a queda de seu império e foi substituída por uma nova ocupação dos povos bárbaros, então a língua espanhola que já havia sofrido influência dos pré-romanos agora é mesclada também com as línguas bárbaras.

Após o declínio dos bárbaros, os árabes tomam conta do território e expulsam o povo que já estava lá, assim deu-se início a dominação dos árabes por quase 800 anos, deixando também uma grande influência sobre a língua espanhola.

Os nativos, que ainda viviam naquele território, decidem reconquistar as terras que eram suas por direito, esse movimento ficou conhecido como La reconquista (a reconquista). Aquele território era composto por diversos reinos independentes como o reinado de Aragão, de Navarra, entre outros, os reinos foram se unificando formando a Espanha em 1492.

A Espanha passa por períodos de bonança e, com a entrada de vendedores de diversas partes do mundo, principalmente portugueses, houve um grande aumento no número de gramática e literatura no país, e, com isso, deu-se origem a obras como Dom Quixote. Essa língua espanhola é a mais próxima da que estamos acostumados.

O espanhol hoje

A origem da língua espanhola vem de muito tempo atrás e sofreu diversas mudanças para chegar à que conhecemos hoje. O idioma contém cerca de 4.000 palavras de origem árabe como alcohol, alambra, álgebra, algaritmo, entre outras. A língua conta com quase 88.000 palavras e mais 70.000 termos presentes no dicionário de americanismos. É conhecido como um dos idiomas mais rápidos do mundo. Há centenas de variedades de pronúncias da língua que são faladas na Espanha e América Latina

O espanhol por ser uma das línguas mais faladas em todo o mundo, é constantemente pedida em processos seletivos, entrevistas de emprego, provas, entre outros, por isso é muito importante que o candidato faça um curso para ter pelo menos uma noção básica da língua, pois além de destacar no mercado de trabalho, ter um segundo idioma ajuda a expandir os conhecimentos.

 

Entrevista de emprego em espanhol [Guia Prático]

O espanhol é uma das línguas mais faladas no mundo corporativo, assim como o inglês, no entanto, algumas escolas brasileiras de ensino fundamental e médio não investem em aulas do idioma.

Aprender espanhol vai muito além de conseguir se expressar em outra língua. Com o idioma vem também um bom conhecimento da cultura latino-americana.

O espanhol é tão importante que em algumas cidades dos Estados Unidos o tem como segundo idioma, já que é ensinado em escolas desde o pré e pela incidência de moradores estrangeiros oriundos de países como Porto Rico, Colômbia, México, entre outros.

Após o pretendente ter se candidatado a uma vaga, onde uma das exigências é ter um bom nível do idioma, ele é chamado para uma entrevista em espanhol.

Confira neste post dicas úteis para sua entrevista de emprego em espanhol.

Os desafios das entrevistas de emprego em espanhol

Os candidatos erram na hora de informar o verdadeiro nível de espanhol que possuem, principalmente pelo fato de não terem estudado a fundo o idioma e acham que poderão preencher a vaga apenas com o popular “portunhol”, que é uma mistura de português com espanhol muito usado por quem que não conseguem se expressar 100% em espanhol. Não é indicado tentar enganar o entrevistador, afinal, se ele o entrevistará ele terá que ter um bom nível do idioma e com certeza conseguirá identificar a falta de vocabulário por parte do candidato.

Outro desafio é manter a calma para responder as perguntas, muitas pessoas conseguem ler e entender muito bem o idioma, mas na hora de se expressar acabam “travando” e não conseguem transmitir o conhecimento que tem.

Saiba como um curso pode te ajudar

Para que haja segurança por parte do candidato na hora da entrevista em espanhol é indicado que ele busque por um curso que seja capaz de identificar o nível em que ele se encontra do idioma e trabalhar em cima do vocabulário aprendido e ensinando novas palavras. Aprender sozinho é bom, mas nada melhor que ter profissionais especializados que darão dicas de melhorias.

Dicas essenciais para a entrevista ser um sucesso

Sotaque

Nenhum entrevistador espera que o candidato no momento da entrevista em espanhol fale exatamente como um nativo. É necessário apenas para o bom entendimento e que o entrevistado saiba os diversos sons que a língua tem como o J que pode ter som de I ou de R e como aplicá-las em frases. O que estará sendo medido é o vocabulário e a capacidade de comunicação e não o sotaque.

Evite frases clichês

As frases clichês já são um problema nas entrevistas em português e em espanhol não seria diferente. O candidato que usa pode dar a impressão de ser preguiçoso e possuir um vocabulário limitado.

Treine: procurar pelas principais perguntas que são feitas em entrevistas e respondê-las em espanhol pode ajudar bastante, pois o candidato não será pego de surpresa.

 

Intercâmbio na Espanha: saiba como se preparar

Quem nunca sonhou com um intercâmbio? Seja para conhecer mais da cultura de um país, aprender um novo idioma, ou até mesmo, vivenciar uma experiência completamente nova e única. Uma das escolhas mais difíceis quando falamos de intercâmbio, é saber para qual país viajar. Hoje, vamos falar sobe a Espanha.

Intercâmbio na Espanha saiba como se preparar

Intercâmbio na Espanha: Por que fazer?

#1 Idioma

É comum as pessoas acreditarem que um espanhol misturado com português, o famoso portunhol, seja o suficiente para se comunicar com falantes nativos da língua. Porém, acreditar nisso é cometer um grande erro. Apesar da semelhança entre as duas línguas, algumas palavras podem ser armadilhas e significar algo completamente diferente.

O idioma é o segundo mais falado no mundo todo, ficando atrás somente do Inglês. É falado oficialmente em 22 países e por mais de 400 milhões de pessoas.

#2 Preços

A moeda usada na Europa pode até ser cara. Mas o custo de vida na Espanha é relativamente menor, se compararmos a outros países europeus. Enquanto paga-se entre 500 e 600 euros por um quarto em cidades da França e Inglaterra, na Espanha o mesmo quarto sai por 200 euros. Os preços de bebidas e alimentos também costumam ser menores.

#3 Comidas

Frutos do mar, azeitona, tapas, tomate, embutidos, pão, ovos, batata e carne de porco são elementos marcantes nos pratos espanhóis. É possível comer bem e barato nesse país. Sem citar a famosa Paella, uma comida típica e bastante famosa por lá.

#4 Turismo

Estudar pode ser ótimo, mas visitar os lugares é melhor ainda! Com uma mistura de montanhas nevadas, praias, restaurantes estrelados, grandes centros urbanos e museus super importantes, a Espanha é um país excelente para explorar em feriados e finais de semana. Sua arquitetura também chama bastante a atenção dos turistas.

Como se preparar?

Para te ajudar a se preparar para o seu intercâmbio na Espanha, fizemos uma pequena lista de itens e afazeres necessários para facilitar sua vida e não te impedir de embarcar no dia da viagem.

Passaporte

O passaporte tem um prazo até ficar pronto, então não se esqueça de solicitá-lo com antecedência. Caso você perca seu passaporte durante o intercâmbio, procure imediatamente a embaixada brasileira do país. Atente-se as datas: o documento precisa ter validade de no mínimo 6 meses após a data que sua volta ao Brasil está programada.

Visto

Na Europa, não é necessário visto para estadias de até três meses. Fique de olho no tempo de duração do seu intercâmbio para não ter problemas durante a viagem.

Cursos

Além de poder e dever treinar um pouco do espanhol ainda estando no Brasil, você também pode ingressar em um curso de idiomas, curso de atividades, curso com foco profissional do idioma, ensino médio, curso de especialização, pós-graduação e trabalho temporário que algumas escolas de intercâmbio oferecem na Espanha.

Hospedagem

É comum em intercâmbios que os alunos fiquem em casas de família, residências estudantis, hotéis, apartamento ou dormitórios. Você pode optar por quartos individuais ou compartilhados.

Dinheiro

Não se esqueça de levar algum dinheiro consigo. O indicado é que leve 200 euros em dinheiro, e o restante, em cartão pré-pago para sua segurança.

Aulas particulares para aprender Espanhol

É importante viajar sabendo pelo menos o básico do idioma para se virar nos primeiros dias e conseguir um mínimo de comunicação. Aulas particulares de espanhol em escolas de idiomas são uma ótima maneira para deixar o seu espanhol mais afiado. Dessa forma, você pode escolher os dias e horários da sua aula, que será programada especificamente para você, e de acordo com suas necessidades.

3 dicas para encontrar o melhor intercâmbio

  • Escolha bem a escola e especialista

A pessoa que irá te ajudar a escolher um intercâmbio bacana e que te agrade deve ser um especialista, afinal, é um grande negócio e investimento. Sendo assim, a pessoa saberá do que está falando, passará informações mais completas e ainda te indicará livros que poderão te ajudar nessa sua jornada.

  • Ferramentas online de pesquisa

Pesquisar preços de intercâmbio é indispensável na hora de escolher o seu, afinal, é uma coisa que não sai barato mesmo. Mas atente-se também ao número de brasileiros na sala de aula, as características que a escola oferece e infraestrutura.

  • Feedback positivo

Quando vamos comprar um produto, é normal queremos saber a reputação da empresa ou loja para termos uma ideia se o nosso dinheiro será bem gasto. Isso acontece também com os intercâmbios. Veja se os clientes estão felizes e satisfeitos depois da experiência, e estude as eventuais reclamações.

Veja as principais cidades

Proficiência em espanhol para mestrado

Muitas pessoas se sentem nervosas ao imaginara prova de proficiência para mestrado, afinal, conseguir um bom resultado nesse teste é considerado um dos maiores desafios para quem quer se tornar Mestre.

Aqueles que pretendem fazer a prova de proficiência em espanhol para mestrado podem suspirar aliviados. Pois apesar de ser considerada uma prova difícil, com empenho e bastante estudo, é possível conseguir um bom resultado no exame.

Proficiência em espanhol para mestrado: quais são as exigências?

Antes de prestar a prova, informe-se o nível de exigência da universidade para qual você pretende se inscrever, pois cada universidade requer um tipo diferente de nível. A inscrição deve ser realizada dentro do prazo do exame, e os requisitos para a mesma são: ficha de inscrição assinada, passaporte ou carteira de identidade, e cópia do documento original com foto.

O exame avalia a capacidade do aluno de compreensão auditiva e fluência verbal, e também a capacidade de leitura e escrita. O nível de experiência para cada um desses requisitos vai depender do nível do exame de proficiência em espanhol para mestrado que você está prestando.

Atenção: os exames não podem ser prestados a qualquer momento. Fique atento ao cronograma e às datas em que eles ocorrem.

Como me preparar?

Uma ótima maneira para se preparar, apesar de ser a maneira mais óbvia é estudando. Procure uma escola com cursos em espanhol para fazer, e nunca se esqueça de estudar em casa por conta própria. É muito importante estudar o que você aprende diariamente para que você não acabe se esquecendo.

Alguns institutos de exames de proficiência em espanhol para mestrado, disponibilizam provas anteriores em seu portal. Seria interessante realizar alguns destes testes como treino, cronometrando o tempo. Dessa forma, você se habitua com o seguimento daquela instituição.

O tempo de estudo dependerá de seus objetivos e do tanto que você já sabe sobre o idioma. Porém, vale ressaltar que o estudo é indispensável, mesmo que você já se julgue um falante de nível avançado.

Dicas de estudo

Além de realizar os exames dos anos passados e cursar o idioma em uma escola específica, uma excelente dica para começar a estudar é ler livros escritos totalmente no idioma. Escutar músicas, ver entrevistas e assistir filmes também pode te ajudar bastante nos estudos.

Na internet você pode encontrar sites de venda de livros didáticos, afinal a gramática é uma exigência muito importante para quem pretende prestar esse teste. Portais de notícias da Espanha ou outro país falante nativo podem ser lidos regularmente para uma melhor compreensão da língua.

Outros simulados que não possuam ligação à instituição onde você prestará o exame também podem ser realizados, lembrando sempre de cronometrar o tempo. Tente escrever textos com temas variados em espanhol, ou até mesmo encontrar blogs na internet com assuntos diversos na língua. Isso ajudará a ampliar seu vocabulário.

Falar sozinho pode parecer uma dica boba, mas sua pronuncia irá melhorar muito com essa prática. Conversar com amigos nativos ou até mesmo amigos brasileiros que saibam falar em espanhol pode te ajudar nesse tópico, também. Sua dicção ficará melhor e mais natural.

Aprender espanhol: tudo que você precisa saber

Neste post, vamos revelar tudo que você precisa saber para aprender espanhol,

Saiba o que você precisa fazer para aprender espanhol

Por que aprender espanhol é tão importante nos dias de hoje?

Você sabia que o idioma espanhol é segunda língua mais falada do mundo todo?

Estima-se que em todo o mundo, cerca de 400 milhões de pessoas dominam o idioma do mestre literário Miguel de Cervantes, autor do clássico Dom Quixote.

Com este número relevante de falantes da língua espanhola, bem como a globalização e a relação de negócios cada vez mais intensificada do Brasil com países de língua espanhola, aprender espanhol é fator determinante para obter sucesso em sua carreira profissional.

Saiba o que você precisa fazer para aprender espanhol e se destacar em seu mercado, bem como para enriquecer seu aspecto intelectual e cultural, tendo acesso a este idioma de tanto prestígio mundialmente.

Planejamento para aprender espanhol

Lendário, o jogador de basquete Michael Jordan certa vez, afirmou que não conseguia imaginar uma outra forma de se realizar algo, que não fosse executando um passo de cada vez.

O planejamento para aprender espanhol é exatamente isto: definir quais estratégias (passos), você dará, para chegar até o seu objetivo.

Aulas particulares, uma escola com bons professores, material didático de qualidade, estudo e prática constante, persistência, todos estes fatores dever permear o seu planejamento.

Defina metas, estipulando prazos e tempos para:

  • Estudo
  • Conversação
  • Leitura
  • Audição

Inclua no planejamento, tudo o que fará para chegar até a meta, que é dominar o idioma espanhol, colocando em prática e cumprindo os prazos estipulados para cada item listado.

Aulas particulares para aprender espanhol

Se você está buscando por aulas individuais de espanhol, provavelmente é porque já se cansou um pouco daquilo que chamamos de “modelo tradicional” de ensino de idiomas.

Aqui na Ateneo Idiomas, além de apostar em um formato individual e mais personalizado, também apostamos em metodologias diferentes para acelerar o aprendizado de nossos alunos.

Em vez da velha tática “apostila e quadro negro”, nós tentamos fazer mais. Acreditamos que as artes, como literatura e cinema, por exemplo, são excelentes aliadas na hora dos estudos.

Afinal de contas, quantos de nós não queríamos poder ler os originais de Jorge Luis Borges ou sentar em um café de Buenos Aires para jogar conversa fora com nossos “hermanos”?

Pois é, a magia está justamente no seu propósito…

Por que exatamente você está buscando aulas individuais de espanhol?

VANTAGENS DAS AULAS particulares DE ESPANHOL

Dito isso, vamos agora falar um pouco sobre as vantagens de se estudar espanhol individualmente ou em pequenos grupos de pessoas.

Veja abaixo!

  • Aulas customizadas

Diferentemente das aulas em grandes turmas, as aulas individuais de espanhol permitem que nossos professores personalizem as estratégias de ensino de acordo com as metas de cada estudante.

Por isso, esteja você querendo aprender espanhol para uma viagem ou para passar em um mestrado, a finalidade é a mesma, mas os caminhos são completamente diferentes.

No primeiro caso, por exemplo, você terá que focar muito mais na conversação e no improviso. Já no segundo, o foco é na leitura e na escrita.

  • Timidez

Não sabemos como você lida com isso, mas muitos alunos têm problemas com a timidez…

Afinal, nem sempre é fácil falar em público, ainda mais em um idioma desconhecido.

Aulas individuais de espanhol proporcionam ao estudante uma maior liberdade para se expressar e, consequentemente, entender melhor os “macetes” da língua.

Está difícil?

Não consegue entender determinado aspecto da língua? Persista.

Esta é a chave do sucesso, não apenas na aprendizagem de uma nova língua, mas em todos os demais aspectos de nossa vida.

E você, o que tem feito para aprender espanhol?

A Ateneo está aqui para te ajudar a progredir e a ser bem-sucedido em sua busca pelo conhecimento.

Fale conosco! Será um prazer e você verá como é possível aprender espanhol de um jeito diferente e inovador!

Curso de espanhol para viagem

O Espanhol é o idioma oficial em mais de 21 países e, além disso, possui mais de 19 milhões de falantes nos EUA. O Brasil faz fronteira com 7 desses países e é, juntamente com o português, a língua oficial do MERCOSUL. E você qual a importância de fazer um curso de espanhol para viagem

Bem, a língua espanhola é considerada a segunda mais falada do mundo, sendo muito utilizada em estudos, turismo, negócios e carreira.

Além disso, ao saber falar espanhol você enriquece o seu conhecimento cultural, e por falar em conhecimento cultural, são grandes nomes da cultura espanhola Miguel de Cervantes e Pablo Picasso.

Miguel de Cervantes é considerado o precursor do realismo na literatura espanhola, tendo como principais obras literárias “O trato de Argel” e “Dom Quixote de la mancha”.

Pablo Picasso é considerado um dos maiores expoentes da Arte Moderna. Foi escultor, desenhista e pintor cubista, que transformou o rumo da Arte no século XX.

Suas principais obras artísticas são “Banhista sentada” e “Guernica”.

Por que preciso aprender espanhol para viajar?

Ao aprender a língua espanhola, você expande atos comunicativos específicos relacionados a cada tipo de situação.

Dessa forma, você terá uma melhor experiência ao viajar e a oportunidade de entrar em contato com a cultura espanhola.

Curso de espanhol com aulas particulares: vantagens

A Ateneo Idiomas oferece aulas particulares de espanhol e também em pequenos grupos.

Ao estudar apenas com o professor ou amigos e familiares próximos, o aprendizado do idioma se torna mais prazeroso e agradável.

Outra vantagem são os cursos de conversação, curso cultural e curso para viagens.

Cursos de conversação

Ao fazer o curso de conversação, você tem a oportunidade de aprimorar a comunicação oral e também poderá refinar seus conhecimentos através de pequenos comentários acerca da estrutura linguística que o professor julgar necessário.

Curso cultural

O curso cultural é apropriado para quem quer ir além do aprendizado da língua e entrar em contato com a cultura espanhola. O curso tem enfoque na música, cinema, política, artes plásticas, etc.

Curso para viagens

O curso tem enfoque no turismo e é ideal para quem planeja fazer uma viagem. O aluno terá informações específicas sobre questões práticas relacionadas a cada situação. Faça a sua matrícula no curso de espanhol da Ateneo Idiomas e tenha as melhores oportunidades na vida.

CURSO DE FÉRIAS – INTENSIVO. 18 HORAS DE IMERSÃO

curso intensivo 2

  • Início: 09/07
  • Término: 27/07
  • Idiomas: Inglês, Italiano, Francês e Espanhol
  • Carga Horária: 18h, 3x por semana (2h/aula)
  • Valor: R$850,00 em até 3x no cartão de crédito