Como começar a estudar francês?

Você quer começar a estudar francês? Então temos diversas dicas para que você consiga maximizar sua performance e, consequentemente, atingir mais rápido os seus objetivos dentro do idioma.

A primeira reflexão a ser feita é sobre um aspecto que prezamos muito aqui na Ateneo Idiomas: propósito.

Afinal, qual é o seu propósito ao começar a estudar francês? Você quer conseguir viajar para Paris sem passar dificuldades na hora da comunicação? Quer conseguir ler romances franceses em sua língua original? Ou é apenas um entusiasta deste lindo idioma?

Acredite: só depois de descobrir qual é o seu propósito é que as coisas começarão a deslanchar na hora de estudar o idioma.

É difícil aprender a falar francês?

Não. Simples assim. O importante é termos força de vontade, interesse e necessidade de se aprender um novo idioma. Para isso, devemos levar em conta que o estudo da segunda língua, ou seja, se estamos na França a estudar o idioma francês,  ou de uma língua estrangeira, se estamos aqui no Brasil a estudar o idioma francês.

A facilidade e a simplicidade em estudar o francês decorre de alguns fatores como ser o francês um idioma que

  • possui o  mesmo alfabeto que o português
  • é o segundo mais falado no mundo,
  • a estrutura gramatical ser bastante semelhante à do Português.

Como aprender francês do zero?

O conselho mais dado nesse aspecto é partir sempre de um contexto. Mas se esse não é o nosso caso, a dica é idealizar esse contexto. Vamos aprender o idioma como se estivéssemos no país.

Mas de que forma isso pode acontecer?

Fazendo a imersão no idioma: vamos ouvir somente músicas francesas, assistir a apenas filmes franceses, no início com legendas, depois, iremos retirá-las  e tentarmos entender.

Veremos só como é fácil. Vamos ler livros, cantar, conversar com amigos, professores, fazermos amizade com franceses.

Agindo assim nem iremos perceber com que velocidade aprenderemos o idioma, apesar de no início termos começado do zero.

Como aprender o francês básico?

A aprendizagem básica de um idioma consiste num conhecimento restrito, normalmente obtido por meio de explicitação de regras. Após esse conhecimento, certamente teremos condições de adquirir um desenvolvimento mais informal e espontâneo que, geralmente, se faz por meio de  criação de situações reais.

O francês básico vai permitir que em viagens, por exemplo, façamos interações básicas em aeroportos, hotéis, restaurantes e comércio.

Para aprender o básico é importante o estudo da gramática, da conversação e da imersão. Essas informações permitirão condições necessárias para fazermos interação, entendermos um texto ou apreciarmos uma leitura.

Quais são as línguas mais difíceis de aprender?

Segundo especialistas, as língua faladas na Ásia são tidas como as mais difíceis, como o Mandarim, o Japonês, e o Coreano.

Os dois primeiros devido ao número grande de caracteres, símbolos, assim como as diferentes formas de interação entre pessoas, sejam elas crianças, jovens, adultos e anciãos,  o último em razão de possuir dois sistemas numéricos e por não ter nenhum tipo de relação com outros idiomas.

Ter um alfabeto com 28 letras não chega a ser um critério que possa dificultar uma aprendizagem. Todavia, o Árabe está entre os idiomas mais difíceis, e uma das razões é que para um único verbo no presente existem treze formas de conjugação para combinar as pessoas do discurso, o número, singular ou plural, e o gênero.

O grau de dificuldade entre o Estoniano e o Finlandês consiste na complexidade gramatical, além de  terem vogais e consoantes que podem ser curtas, longas ou muito longas, ou seja,  dobrar uma letra mais do que o devido, pode mudar totalmente o significado da palavra.

Por último, o Húngaro é um idioma que pertence às línguas urálicas e que possui muitos dialetos. É também o idioma falado na Eslováquia, Ucrânia, Sérvia e Romênia.

Como aprender francês para viagem?

Está planejando uma bela viagem para a França no final do ano? Então, comece desde já a praticar o idioma. Aulas de francês somadas a muita dedicação farão você aproveitar muito mais as suas férias.

Comece aprendendo as palavras e frases mais comuns e tente usa-las no dia a dia. Procure decorar uma nova frase ou duas por dia.

Vamos as frases básicas:

  • Bonjour – ’’bonjûrr’’ = Olá/Bom dia
  • Bonsoir – ’’bon-suarr’’ = Boa noite *ao chegar em algum lugar
  • Bonne nuit – ’’bônn-nuít’’ = Boa noite *ao despedir-se
  • Au revoir – ’’ôrre-vuá’’ = Até logo
  • Salut – ’’salu’’ = Oi/Tchau
  • S’il vous plâit – si-vû-plê = Por favor (formal)
  • S’il te plâit – ’’silt-plê’’ = Por favor (informal)
  • Merci (beaucoup) – ’’merr-si (bô-cu)’’ = (Muito) obrigado
  • Je vous en prie – ’’j-vuzãn-prri’’ = De nada (formal)
  • De rien – ’’D-rriã’’ = De nada (informal)

Depois do básico, aprenda a continuar a conversa:

  • Comment allez-vous? -’’comãn-talevû’’= Como vai? (formal)
  • Ça va? – ’’sá-vá’’ = Tudo bem? (informal)
  • (Très) bien – ’’(tré) biã’’ = (Muito) bem
  • (Pas) mal – “(Pá) mál” = (nada) mal, vou levando
  • Malade – ’’malád’’ = Doente
  • Quel age as tu? – ’’kélaj-atú’’ = Quantos anos você tem?
  • J’ai (sua idade) ans – ’’jê … ãns’’ = Tenho (sua idade) anos
  • Comment vous appelez-vous? – “comãn-vuzapelê-vu” = Qual é o seu nome? (formal)
  • Tu t’appelles comment? – “tu-tapél-comãn” = Como você se chama? (informal)
  • Où habitez-vous? – “ú-abitê-vú” = Onde você mora? (formal)
  • Où habites-tu? – “ú-abít-tú” = Onde você mora? (informal)
  • Vous êtes d’où? – “vuzét-dú” = De onde você é? (formal)
  • Tu es d’où? – “tuê-dú” =  De onde você é? (informal)
  • Parlez-vous portugais? – “parr-levú-porr-tugué” = Você fala português? (formal)
  • Tu parles portugais? – “tuparrl-porr-tugué” = Você fala português? (informal)

Já dominou as frases acima?

Vamos então a mais algumas frases úteis em francês:

  • Comment? – “comãn” = Como? *quando você não entendeu o que foi dito
  • Comprenez-vous? – “comp-renê-vú” = Você está entendendo? (formal)
  • Tu comprends? – “tu-comp-rãn” = Você está entendendo? (informal)
  • Je (ne) comprends (pas) – jê (ne) comp-rãn (pá) = Eu (não) entendo
  • Qu’est-ce que c’est cela? – “quésk-sê-selá” = O que é isso/aquilo?
  • Qu’est-ce qu’il y a? – “quésk-liá” = O que há de errado?
  • Je suis malade – “jê-suí-malád”= Estou doente
  • Je suis fatigué(e) – jê-suí-fatiguê = Estou cansado
  • J’ai soif – “jé-soáf” = Estou com sede
  • J’ai faim – “jé-fâm” = Estou com fome
  • Qu’est-ce qui se passe? – “qués-kis-pás” = O que está acontecendo?
  • Je n’ai aucune idée – “jê-né-ôquín-idê” = Não faço a mínima ideia
  • Tu m’attires – “tu-matírr” = Tenho uma queda por você
  • Tu es attirant(e) – “tuê-atirrãn/atirrãnt” = Você é atraente

E aí?  Vamos aprender francês? Se gostou do nosso post, deixe seus comentários.  Sua opinião é muito importante para nós da Ateneo Idiomas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *