Como falar francês? Saiba como dominar o idioma

2018 foi um ano em que muita gente passou a investir na conversação em francês inspirados no trunfo da França que se tornou bicampeã mundial de futebol.

O francês não é só o idioma “universal” dos maiores chefes de cozinha o mundo, isso porque, 30 países têm como língua oficial este idioma (La Francophonie – comunidade de países francófonos).

Destaca-se também que os que investem em conversação em francês não estão sozinhos, pois, este idioma é considerando uma língua oficial em todas as agências das Nações Unidas e também em um número elevado de organizações internacionais.

Ao todo, no mundo, pelo menos 500 milhões de pessoas falam francês, o que representa mais de 1/14 de toda população global, ou seja, não falta “parceiros” para treinar conversação em francês.

O inglês não é só a língua do universo político e das relações universais, mas também, junto com o inglês, uma língua importante quando o assunto é mercado, sendo um idioma amplamente utilizado na maior parte das grandes empresas multinacionais.

Como falar em francês?

Seja como um autodidata, seja com um professor ao seu lado, aprender uma língua estrangeira requer em primeiríssimo lugar a motivação, a vontade, a disposição, senão, nada funciona.

Existem também outros fatores que interferem muito para uma boa aprendizagem, a começar por alguns itens que podem até parecer simples, sem nenhum perigo inicial, mas sem eles também nada feito.

Trata-se do material. Aliás, separar dia, hora, lugar e material, como lápis, borracha, livros e cadernos de anotações, além de estimular, aumenta a vontade de aprender.

Além disso, aproveitar o tempo das aulas expositivas ajuda para que o aprendizado se torne mais eficiente e rápido.

Não deixe que as dificuldades iniciais, como fazer a pronúncia incorreta, completar ou corrigir lições frustre você.

Pelo contrário, essas dificuldades devem ser estímulos para fazer pronúncias corretas e ter mais acertos que erros nos exercícios.

Uma maneira de fazer crescer o interesse por um novo idioma é buscar informações sobre a língua, a cultura, a história.

Outra coisa é se preparar para as aulas com leituras sobre assuntos que serão tratados em sala de aula.

Isso contribui para quem estuda sozinho ou que tenha um professor ficar familiarizado com os assuntos e exercícios que serão propostos em sala de aula, diminuindo assim a ansiedade e encerrando as dificuldades.

E, para completar…

Nada contribui mais para você chegar à supremacia da aprendizagem, é sempre relacionar, inserir, fazer com que o aprendizado faça parte da sua vida.

Como falar francês sozinho ou com professores?

AULAS EM DUPLA (1)

A conversação em francês é um método fundamental para sedimentar o aprendizado desta língua e ela pode ser realizada tanto em dupla, como em grupos.

Como vantagem, a conversação em duplas permite que de uma forma mais direta, seja treinada as etapas de um dialogo do tipo face a face, que exige um tipo de interação mais direta, ou seja, mais profunda, com um maior repertório de palavras e expressões diferenciadas.

Em grupo, todavia é possível treinar e simular situações em que a conversação em francês é o eixo unificador, por exemplo ao encenar uma peça de teatro, cantar uma música, como em um coral, ou ainda, simular uma situação como uma reunião de negócios ou mesmo um show de stand up.

Considerando que os seres humanos são seres sociais e que a linguagem é o “cimento” das relações, a conversação em francês, seja ela executada em dupla, ou ainda melhor, dento de um grupo, certamente proporciona muitos elementos de aprendizado para quem quer aperfeiçoar o francês.

É evidente que por conta da tecnologia, as pessoas não precisam estar reunidas todas em um mesmo lugar, ao contrário, podem estar conectadas por videochamada, que é uma forma muito utilizada e funcional de se treinar conversação em francês.

Como se fala em francês? Palavras e frases que você precisa saber

Les Schtroumpfs ou mais conhecidos como os smurfs: título original de um desenho francês, mas de origem belga.

  • rue e roue,
  • je e j’ai,
  • te e thé,

Para alunos iniciantes, essas três sequencias podem gerar dificuldades na pronuncia. Uma dica é sempre ouvir áudio livro para facilitar a compreensão.

Enfant e Dent e Vin Linge: palavras em francês com o som de “en” e “in” podem causar estranheza e dificuldade. Isso porque no francês o “em” tem o som de “ahn” e o “in” é bem parecido, porém, mais aberto.

1. Cheveux,

2. Boulangerie,

3. Cheval,

4. Chenille,

5. Le,

O “e” assim como o “u” é aquele som bastante carregado e difícil de pronunciar. Para pronunciá-lo corretamente, é preciso buscar o som bem lá no fundo da garganta.

Observem as frases:

1.  J’ai beaucoup appris pendant ce voyage ou “Je suis allée au cinema.

2. À qui mieux mieux.

3. Ça ne casse pas trois pattes à un canard.

4.  Nous vous aimons à ce point de telle façon que celle qui de nous deux vous aime déjà mieux que l’autre vous aime encore mieux.

5. Il vaut mieux prévenir que guérir.

São frases, provérbios e ditos populares, ao mesmo tempo confusos e interessantes de pronunciar. Algumas são até abreviação de outras. Mas é assim mesmo. Cada idioma com as sua peculiaridades.

5 dicas para praticar conversação todos os dias

Pronúncia do R em inglês como resolver

A conversação em francês é fundamental para o aprendizado, todavia, às vezes, falta oportunidade de treinar, principalmente para quem não frequenta um curso formal de francês e tem acesso a um professor particular do idioma.

De toda forma, dentre as dicas que podemos elencar para quem quer conversação em francês todos os dias a melhor certamente é o intercâmbio.

Seja passar 30 dias ou 1 ano em um país que fale francês, certamente você terá muitas oportunidades para exercitar a conversação em francês, o que sem sombra de dúvidas fornecerá uma sólida base para o aprendizado do idioma.

Para quem está pensando em viajar para um país de língua francesa, a fim de treinar o idioma, as opções são amplas: fora a França (obviamente), existem outras opções muito interessantes, como Canadá, Polinésia, Benin, dentre outros.

Uma outra forma de treinar conversação em francês, mas a um custo mais baixo, é através do uso das novas tecnologias.

Através de tecnologias como um celular e o acesso as redes sociais, é possível conhecer pessoas que falam o idioma francês, e que estão espalhadas pelo mundo e dispostas a conversar. Uma terceira dica é escrever partes do dia, como em um diário, e buscar recitar a si mesmo, em voz alta, mas em um ritmo de conversa.

Outro ponto interessante, para treinar conversação em francês em dupla, é simular diálogos do cinema (algo que além de didático, é bastante divertido).

Para quem tem grupo de amigos que estão empenhados em aprender francês, é interessante realizar atividades em grupo que tenham a conversação em francês como regra, como organizar uma peça de teatro (no idioma Francês), ou ainda, fazer uma roda de literatura com leituras de clássicos franceses.

5 segredos para dominar o idioma sozinho

Destaca-se que quando o assunto é conversação em francês, você definitivamente não está sozinho, isso porque, mais de 200 milhões de pessoas aprendem o francês como uma segunda língua, o que faz dessa a segunda língua mais ensinada em todo planeta (ficando atrás apenas do inglês).

Para quem quer começar a dominar o francês sozinho e ter uma boa conversação em francês, um primeiro passo é assistir séries, filmes e programas televisivos em Francês.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

O filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, além de ser um clássico do cinema, é uma ótima pedida para quem quer melhorar o francês e adquirir bom vocabulário.

Para quem gosta de dramas policiais, a Netflix fez um seriado chamado La trêve, que além de ter uma trama muito envolvente, ajuda a aprender conversação em francês.

Uma segunda dica são os canais do Youtube, muitos deles, são voltados a pessoas que querem treinar conversação em francês.

Além disso, como terceiro ponto, recomenda-se a leitura de clássicos franceses, que são muitos, como exemplo, podemos destacar Jean-Jacques Rousseau, Voltaire, Júlio Verne, Jean-Paul Sartre, Simone de Bevouir, Pierre Bourdieu, Stendhal, Paul Valéry, Honoré de Balzac, dentre muitos outros.

Uma quarta dica (importante) para quem quer treinar conversação em francês é escutar músicas cantadas no idioma francês. Para quem gosta de rock alternativo, por exemplo, o cantor Sébastien Tellier e também os “Mansfield TYA” tem canções que podem agradar e ajudar a treinar conversação em francês.

Já para quem gosta de música romântica, destaca-se para quem quer treinar conversação em francês, cantores como Louane Emera, Indila, Asmir Haddad,

Carla Bruni, Patrick Bruel, Joe Dassin, Kendji Girac e Maitre Gims.

Por fim, destaca-se que, quem quer treinar conversação em francês deve fazer uso de aplicativos que existem disponíveis (a maior parte deles gratuitos) na internet, e também, existem muitos podcast’s que são extremamente bacanas e que fornecem uma boa base de conversação em francês.

Aulas de frânces

Uma coisa é certa e todos são unânimes em concordar – sei que é um paradoxo, mas eu quero exaltar mesmo essa introdução – aprender um idioma nos faz mais inteligentes, mais ágeis, aumenta o nosso círculo social e, claro, nossa capacidade intelectual.

O conhecimento em uma ou mais de uma língua estrangeira aumenta as chances para quem estuda.

Além de favorecer as chances de comunicação, saber uma língua estrangeira contribui efetivamente nos âmbitos profissional, pessoal e acadêmico.

A linha do horizonte se estreita. A França fica logo ali, pois, sabendo francês você pode fazer cursos nas universidades francesas e participar de congressos, seminários, workshops, de intercâmbios, como também conhecer outros países de língua francesa, como o Canadá, Bélgica, Suíça, Mônaco, por exemplo.

Apesar de sabermos que a aprendizagem de um idioma pode ser sim complexa, saiba que por esse motivo você também aprenderá mais.

O francês pode acrescentar vários pontos importantes em sua vida, veja só:

  • é um idioma usado por mais de 130 milhões de pessoas, sendo em alguns casos a língua nativa principal e em outros, a secundária. Por exemplo, na Polinesia Francesa, Québec, e em grande parte da África.
  • é um idioma que tem um grande peso no mundo dos negócios, das finanças e, lógico no mundo empresarial.
  • é um idioma que em sua estrutura, formação e vocabulário há semelhanças, o que torna a aprendizagem fácil e motivadora.
  • é um idioma que vai possibilitar o estreitamento do caminho e da compreensão da arte, da música, da pintura e de muitas outras expressões.

Pronto! Agora é só vim para a Ateneo e começar logo seu curso de francês.

À bientôt!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *