Curso de inglês leitura e escrita

O inglês deixou de ser um imenso diferencial no currículo, enquanto segunda língua, para se tornar praticamente um requisito obrigatório para a maior parte dos segmentos.

A importância do inglês reside no fato de que este é o idioma universal, ou seja, a língua com que a maioria das pessoas do mundo troca informações, mensagens, ideias.

O inglês é a ponte simbólica que une diferentes povos, culturas, tornando tudo parte de um mesmo eixo.

Se o mundo, outrora, já foi como uma “Torre de Babel”, com muitas pessoas com idiomas diferentes e que não se compreendem, hoje, o inglês tem derrubado as barreiras que separam as pessoas, povos e culturas.

E uma ferramenta importante neste processo tem sido a leitura e a escrita.

Muitos dados tem demonstrado que a aquisição de um outro idioma como o inglês tende a ser como uma escada para a elevação da posição profissional e também para o acesso a remunerações mais elevadas, por conta disso, no Brasil, houve um grande crescimento quanto a oferta de escolas de inglês, obviamente, impulsionados pela massiva e crescente demanda de alunos querendo curso de inglês leitura e escrita.

Em todo caso, um curso de inglês leitura e escrita acaba sendo uma vantagem competitiva, um acesso a portas, sejam elas do mundo social ou do ambiente corporativo.

Mas, antes de ir atrás de qualquer curso de inglês leitura e escrita, é preciso saber que a linguagem é algo complexo, enquanto fenômeno é algo universal, ou seja, não é uma singularidade deste ou daquele povo, mas é algo que está permeado de forma ampla em todas as civilizações.

Por conta disso, existem mais de 6 mil línguas e o inglês é a que tem mais destaque no mundo todo, seja a esfera do mundo da ciência, da educação, dos negócios, da política, da indústria do entretenimento, enfim, o inglês é o código que permite acesso ao mundo da globalização.

Você sabe o que é aquisição de vocabulário e aquisição contextualizada?

estudar ingles ferias

O curso de inglês leitura e escrita é um método fundamental para quem busca adquirir vocabulário. Como a linguagem é um fenômeno complexo, podemos pensar no idioma, não só no inglês, mas qualquer outro, como uma espécie de “bolo” formado por camadas.

Em uma camada, mais superficial, reside o significado mais óbvio, mais aparente, as palavras e as expressões. Em um segundo ponto, como o recheio, reside o contexto e as alternativas de interpretação para a camada superior.

Dito de outra forma, uma palavra, por exemplo, pode ter um significado em um contexto, porém em outro, em uma expressão, em um dito popular, em um gíria, pode ter outro completamente diferente.

Claro que, para adquirir uma maior compreensão quando a aquisição, ou seja, ter a aquisição de linguagem contextualizada, é importante que, antes disso, o indivíduo detenha vocabulário.

Podemos entender que, a aquisição de vocabulário, é como obter peças de um quebra cabeça, agora, montar o quebra cabeça, em tese, é conhecer e ou estabelecer uma via eficiente de aquisição contextualizada do idioma, e tanto um quanto outro passam obviamente pelo curso de inglês leitura e escrita.

Evidente que, tanto para ter aquisição de vocabulário, ou seja, adquirir um repertório satisfatório de palavras e expressões em inglês, assim como, ter a aquisição contextualizada do idioma, demandam de esforço individual, esse é o único ingrediente que não pode ser negligenciado por todo aquele que se dispõe a estudar um curso de inglês leitura e escrita.

Nesse caso, o hábito da leitura deve ser incorporado não como um evento pontual e inusitado, mas sim, como uma constante.

Ou seja, ao invés de, apenas um dia na semana (ou no mês) ler durante 5 ou 6 horas em inglês, é preferível que o indivíduo leia menos horas, porém, com uma frequência maior, se possível, todos os dias.

O melhor método para treinar a leitura e escrita

Guia prático para você aprender um novo idioma

O curso de inglês leitura e escrita é uma escolha pessoal importante por muitos motivos.

Para delinear alguns, podemos dizer que, a escrita do inglês é um exercício cognitivo importante para saúde mental e que, além disso, abre muitas portas no mundo corporativo e também no ambiente acadêmico.

Parece redundante, mas vale lembrar que a proposta de um curso de inglês leitura e escrita é que o aluno deve se dedicar a ambos, ou seja, agir em duas frentes.

Evidente que, é possível adotar estratégias para que esta tarefa além de mais eficiente, seja mais prazerosa.

Por exemplo, na hora de escolher material em inglês para ler, como livros, revistas, jornais, escolha temas e autores ao qual você tenha aficionado e apreço.

Uma leitura sobre um tema agradável e não maçante torna a experiência muito mais agradável fazendo do aprendizado do idioma e, sobretudo da aquisição de vocabulário um exercício natural e contínuo.

Em um segundo momento é preciso exercitar, literalmente, colocar no papel as ideias.

Uma dica interessante é fazer uma espécie de “diário” em inglês, onde o aluno esforça-se para, todos os dias, escrever em inglês sobre as dificuldades que vem enfrentando no aprendizado do idioma, assim como, curiosidades sobre os vocabulários novos que foram adquiridos.

Outro método interessante e funcional para treinar a escrita está em fazer traduções do português (ou de outro idioma ao qual tenha domínio), para o inglês.

A busca por sinônimos, por exemplo, é um desafio em muitos casos, pois não existem expressões em muitos casos que são equivalentes, fazendo com que o aluno tenha de se esforçar para construir frases equivalentes.

Além disso, na era da internet, é importante lembrar que para a maior parte das pessoas o mundo é acessado pelas portas da internet.

Por conta disso, é interessante que o aluno de um curso de inglês leitura e escrita, busque acessar no dia a dia, conteúdos e páginas em inglês, isso facilita a aquisição de vocabulário e também a aquisição contextualizada do idioma, afinal, a internet e as redes sociais são como um laboratório onde está exposto em inglês (e em outros idiomas) diálogos, textos e expressões em contextos diversos.

Deixe uma resposta