Cursos de idiomas: aulas em dupla ou individual?

Aula em dupla ou individual?

Com um investimento de apenas R$ 350,00 mensais para cada aluno – tão diferente e tão abaixo do custo que outras escolas cobram para grupos de até 15 alunos – a aprendizagem em dupla tem espaço importante. Esse tipo de agrupamento tornou-se visível uma forma de ensinar e de aprender e é incrível a potencialidade pedagógica e educacional desse tipo de organização.

AULAS EM DUPLA (1)

O ganho mais evidente é a fecunda troca de ideias, sem contar as possibilidades de circulação de informações que ocorre com naturalidade e intensidade numa aula com essa característica.

A aula individual obviamente proporciona um contato pessoal com o professor que oferece atenção ao aluno. O professor acompanha cada detalhe e responde a cada dúvida do aluno. Por outro lado, na aula individual, o estudante está em contato apenas com o professor, sendo ele sua única referência. Como existe certa distância entre a performance do aluno e a do professor, o estudante pode se questionar e criar pensamentos como: eu nunca vou conseguir falar assim ou ah, a pronúncia dele é muito boa, quando conseguirei ter essa pronúncia? É claro que é tarefa do professor saber lidar com esses temores, compreendendo e diluindo esse sentimento.

Já, nas aulas em grupo, o estudante percebe o seu crescimento e o do colega. Isso ajuda a aprendizagem no momento em que cada um aprende com erros e acertos. E o professor visa melhorar a qualidade da interação entre seus alunos, propiciando relações de trocas, de experiências e de conhecimentos.

4 dicas essenciais para você aproveitar aulas em dupla

Não ter vergonha!

As aulas em dupla permite que o aluno mais tímido se manifeste, pois a troca de ideias, as dúvidas, as dificuldade com algum exercício e até mesmo o momento de leitura e conversação com o colega permite a ele criar segurança. E, à medida que o curso evolui, o aluno mais retraído passa a conhecer seu colega e o professor, com isso aquela vergonha perde espaço.

Conhecer seu colega

Você e seu colega podem ter interesses comuns, como viajar, por exemplo. Isso faz com que um conheça e outro, um estimule o outro. Os dois sempre alcançam a mesma fluência, trocam informações e material. Tudo isso é muito gratificante.

Respeitar o tempo do outro

Aulas em dupla sempre propiciam o respeito, a interação e a consideração entre um e outro. Como há só os dois, o comprometimento é maior, pois o aluno sabe que ele não pode deixar de fazer alguma coisa pelo seu colega.

Compartilhar conhecimento (troca de livros, anotações e ideias)

Ao criar duplas, as oportunidades se maximizam para que haja input e output do idioma bastante compreensíveis. Para um pair work de sucesso, é importante considerar a information flow que sugere que cada membro da dupla disponha de informações diferentes sobre um assunto para que possam compartilhá-las na busca da solução de um problema ou para completar uma tarefa. Atividades desenvolvidas dessa forma são chamadas de two-way task. Além disso, é frequente, nas aulas em dupla, a troca de material, de livros entre os parceiros.

Finalmente, as aulas em dupla valoriza a interação dos alunos e do professor como estratégia fundamental para o aprendizado de uma língua estrangeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *