Mochilão pela América do Sul: dicas infalíveis

[yasr_overall_rating]

Ter o prazer de fazer um mochilão na América Latina é, certamente, uma das experiências mais felizes e enriquecedoras do mundo.

Mas, o que é “fazer um mochilão”?

É uma prática que se iniciou lá pelos idos dos anos de 1960.

A vontade de sair por aí, “sem lenço e sem documento” ou “sem destino”.

É se lançar numa aventura, é ter um ideal de liberdade.

Quando se pensa em fazer um mochilão, não existe um trajeto nem destino certos. O que importa é conhecer muitos lugares, sem luxo e conforto, apenas com uma mochila nas costas para não perder tempo em hotéis nem com acúmulo de bagagem. O que importa de verdade é a viagem.

Com esse estilo, você, mochileiro, pode ficar em dúvida, a pensar em quantos lugares lindos tem a América Latina  e que estão aí nesse mundo para conhecer, entre eles a Cordilheira dos Andes, ao longo da costa ocidental do América do Sul, a Ilha de Páscoa ou Deserto do Atacama, no Chile, a região da Patagônia, Cusco ou Machu Picchu, no Peru ou a exuberante Cartagena das Índias, na Colômbia e muito mais lugares lindos que não cabem neste post.

cordilheira-dos-andes-argentina-chile-maior

Mas, vamos lá. Apesar da liberdade que se tem ao fazer esse tipo de viagem, criar um pequeno roteiro é fundamental.

Documentos

Para nós, brasileiros, é necessário passaporte e comprovante internacional de vacinação contra a febre amarela.

Permanência

Varia por país. Por exemplo, na Bolívia é seis meses, no Chile, só libera 90 dias.

Moeda local

Conheça qual é a moeda de cada e sempre use a moeda local.

Dinheiro

Evite perdas e roubos. Guarde-o sempre em local adequado e seguro, evitando assim eventuais roubos. Deixe a mão apenas a quantia suficiente para o gasto do dia.

Para onde irei e de onde voltarei?

Geralmente, os mochileiros chegam pelo Chile e saem pelo Peru, ou vice-versa. Mas antes, pesquise os preços e horários e veja o que vale a pena.

Destino

Escolha previamente os lugares que quer conhecer, faça rotas, locais para alojamento e descanso. Seja prevenido, faça um pequeno roteiro, faça reservas com antecedência, calcule bem os dias em cada lugar ou país. Acredite: mesmo assim, você terá imprevistos.

Comunicação

Não acredite no portunhol. Visitar um país é também respeitar seus costumes, sua cultura, sua língua. Por isso, aprenda o Espanhol. Assim você aproveitará muito mais sua viagem.

Em que época eu vou?

Vai depender do que você quer de cada país. Por exemplo, se é esquiar no Chile, a estação de inverno se estende mais ou menos de 21 de junho a 23 de setembro. Para Cusco o ideal é abril, maio, junho, setembro e outubro. Aproveitar a lindas praias de Cartagena é no verão, de dezembro a abril. Então pesquise para saber se você quer aproveitar o sol ou a neve.

Economia

Uma viagem assim é sinônimo de economia, mas, não economize na mochila; ela tem de ser bem forte e resistente.

Caminhada

O mochileiro caminha muito, por isso, tenha sempre com você uma garrafa de água.

 

Depois de todas essas dicas, resta apenas você se preparar e buen viaje!

Se você gostou das nossas dicas, deixe aqui seus comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *