Proficiência em espanhol para mestrado

Muitas pessoas se sentem nervosas ao imaginara prova de proficiência para mestrado, afinal, conseguir um bom resultado nesse teste é considerado um dos maiores desafios para quem quer se tornar Mestre.

Aqueles que pretendem fazer a prova de proficiência em espanhol para mestrado podem suspirar aliviados. Pois apesar de ser considerada uma prova difícil, com empenho e bastante estudo, é possível conseguir um bom resultado no exame.

Proficiência em espanhol para mestrado: quais são as exigências?

Antes de prestar a prova, informe-se o nível de exigência da universidade para qual você pretende se inscrever, pois cada universidade requer um tipo diferente de nível. A inscrição deve ser realizada dentro do prazo do exame, e os requisitos para a mesma são: ficha de inscrição assinada, passaporte ou carteira de identidade, e cópia do documento original com foto.

O exame avalia a capacidade do aluno de compreensão auditiva e fluência verbal, e também a capacidade de leitura e escrita. O nível de experiência para cada um desses requisitos vai depender do nível do exame de proficiência em espanhol para mestrado que você está prestando.

Atenção: os exames não podem ser prestados a qualquer momento. Fique atento ao cronograma e às datas em que eles ocorrem.

Como me preparar?

Uma ótima maneira para se preparar, apesar de ser a maneira mais óbvia é estudando. Procure uma escola com cursos em espanhol para fazer, e nunca se esqueça de estudar em casa por conta própria. É muito importante estudar o que você aprende diariamente para que você não acabe se esquecendo.

Alguns institutos de exames de proficiência em espanhol para mestrado, disponibilizam provas anteriores em seu portal. Seria interessante realizar alguns destes testes como treino, cronometrando o tempo. Dessa forma, você se habitua com o seguimento daquela instituição.

O tempo de estudo dependerá de seus objetivos e do tanto que você já sabe sobre o idioma. Porém, vale ressaltar que o estudo é indispensável, mesmo que você já se julgue um falante de nível avançado.

Dicas de estudo

Além de realizar os exames dos anos passados e cursar o idioma em uma escola específica, uma excelente dica para começar a estudar é ler livros escritos totalmente no idioma. Escutar músicas, ver entrevistas e assistir filmes também pode te ajudar bastante nos estudos.

Na internet você pode encontrar sites de venda de livros didáticos, afinal a gramática é uma exigência muito importante para quem pretende prestar esse teste. Portais de notícias da Espanha ou outro país falante nativo podem ser lidos regularmente para uma melhor compreensão da língua.

Outros simulados que não possuam ligação à instituição onde você prestará o exame também podem ser realizados, lembrando sempre de cronometrar o tempo. Tente escrever textos com temas variados em espanhol, ou até mesmo encontrar blogs na internet com assuntos diversos na língua. Isso ajudará a ampliar seu vocabulário.

Falar sozinho pode parecer uma dica boba, mas sua pronuncia irá melhorar muito com essa prática. Conversar com amigos nativos ou até mesmo amigos brasileiros que saibam falar em espanhol pode te ajudar nesse tópico, também. Sua dicção ficará melhor e mais natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *